SlowConcept

Rodatec é a marca de pneus de altas prestações que melhor se adapta ao condutor atual. A sua qualidade superior, o seu preço sem concorrência e sobre tudo, o conforto na estrada que incrementam estas prestações, convertem-no no pneu ideal. Mas a Rodatec não é só um pneu, representa os valores ao volante do estilo de vida Slow. “Não corra, desfrute”.

A rotina diária obriga-nos a viver com pressa, dependentes dos horários e com a conceção
de que cada minuto que se passa dentro do carro é uma perda de tempo, antes de chegar ao destino. Agora chegou o momento de redescobrir o prazer de conduzir, porque existe outra forma de fazê-lo que é desfrutando, de cada momento, de cada detalhe, de cada quilómetro.

Prepare-se para a vida slow ao volante: eleja a sua música e desfrute com ela, escolha uma rota diferente, imagine onde vão as pessoas do carro ao lado, divirtase com os seus filhos, converse agradavelmente com os acompanhantes ou admire o que lhe rodeia, já que o seu carro é uma janela para o mundo que lhe permite pará-lo quando deseje e... porque não? Pensar que o trajeto é tão ou mais interessante que o destino.

Nem sempre terá a oportunidade, mas existem mais ocasiões das que imagina para desfrutar da condução, assim que altere a sua forma de ver o mundo e começe a desfrutar da vida slow com Rodatec.

 

 

Os mandamentos de Carl Honoré, famoso pelo seu “elogio à lentidão”

Um dos principais teóricos do Movimento Slow é, sem dúvida, a fonte na qual podrás encontrar as 9 melhores frases de tempo ao tempo.

Frases com tempo do Mandamento de Carl Honoré


1. Não deixe que a sua agenda o domine. Muitas coisas que se planeiam agora são adiáveis. Experimente e verá.

2. Quando esteja com a sua comapanhia, folhos ou amigos, desligue o telemóvel.

3. Defrute do seu tempo para comer e beber.
Comer com depressa gera más digestões e se a comida é saudável e saborosa, não desfrutarás como se deve. Isto é um dos prazeres da vida, não a desperdiçe.

4. Pase tempo consigo mesmo, em silêncio. Escute a sua voz interior e medite sobre a vida em geral. Não tenha medo do silêncio, no inicio será dificil, mas com o tempo verá os benefícios.

5. Não fique frente à televisão como se fora um zombie. Escute música com calma e verá como desfruta.

6. Escreva um ranking con prioridades. Se no primeiro lugar está o trabalho, algo vai mal, volte a escrever. O trabalho é importante, mas pense e notará que não é o mais importante.na sua vida.

7. Não acredite de que em pouco tempo se demonstra o amor. Ouça os sonhos das pessoas que amas, os seus medos, os seus fracassos, as suas fantasias e problemas. É uma estupidez pensar que se pode amar uma hora ao dia e com isso é suficiente.

8. Não acredite que os seus filhos podem seguir o seu ritmo. Deve adaptar-se e ir ao ritmo deles. Recorde que a conversa e a companhia silenciosa são os meios de comunicação mais antiga que existe.

9. O virus das pressas é uma epidemia mundial. Se o contraiu, trate de se curar.

 

 

Cultura Slow

Suécia é um país similar em tamanho a Espanha mas com apenas dois milhões de habitantes. Não se conhece nehuma povoação que possua uma cultura mais coletiva que os Suecos. A primeira vez que fui para a Suécia, em 1990, um dos meus colegas suecos, que passava por mim todas as manhãs no hotel.

Estavamos no mês de Setembro, fazia frio e nevava chegamos cedo à Volvo e ele estacionava longe da porta de entrada (são 2000 colaboradores que vão de carro para a empresa). No primeiro dia não fiz nehum comentário, nem no segundo, e terceiro. Numa manhã perguntei ao meu colega:  têm lugar fixo para estacionar aqui?, chegamos cedo, quase que não existem carros estacionado e deixaste como sempre o carro no final do estacionamento... respondeu simplesmente: como chegamos cedo temos tempo para caminhar, e quem chega mais tarde, já vai chegar atrasado e é melhor que encontre um lugar mais próximo da porta. “Não te parece?”

Na atualidade, existe um grande movimento na Europa chamado “Slow Food”, cujo simbolo é um caracol, tem a central na Itália.
O que o movimento Slow FooD defende é que as pessoas devem comer e beber lentamente, dando tempo para saborear os alimentos, desfrutando da refeição em convivência  com a família e amigos, sem pressa e com qualidade. A ideia é contrariar o espírito fast Food e o que este representa como estilo de vida.
O slow Food é a base do movimento mais amplo denominado Slow Europe como ressaltou a revista Business Week.

A base de tudo a questão da “pressa” gerada pela globalização, pelo desejo de •ter em quantidade” (nível de vida) em contra posição de •ter qualidade”,  “qualidade de vida” ou “qualidade de ser”.

Segundo a Business Wek, os operários franceses, ainda trabalham menos horas (35 horas por semana) são mais produtivos que os seus colegas Estadunidenses ou britânicos. Os alemães, que em muitas empresas já implementaram a semana 28,8 horas de trabalho, viram a sua produtividade aumentar no espantoso 20%.

A denominada “Slow Atitude” está a a chamar a atenção até aos estadunidenses, discipulos do “Fast” (rápido) e do “do it now”  (fazer já) significa trabalhar e fazer as coisas com “mais qualidade” e “mais produtividade”, e com menos stress. Significa retomar os valores da família, dos amigos, do tempo libre, do prazer do bom ócio, e da vida  nas pequenas comunidades. Do “aqui” presente e concreto, em contrario contra o -----2mundial” indefinido e anónimo. Significa um ambiente de trabalho menos coercivo, mais alegre, mais leve e consequentemente mais produtivo, onde os seres humanos realizam com prazer, o que o melhor sabem fazer.

Será possível que os antigos refrões  “ passo a passo ve vai longe” e “ a pressa é a inimiga da perfeição” merecem novamente a nossa atenção neste tempo de loucura desenfriada?

No filme “perfume de mulher” existe uma cena inesquecível na que o cego ( interpretado por Al Pacino) convidou a uma rapariga para bailar e ela respinde: “ Não posso, porque o meu namorado vai chegar em poucos minutos”, a que o cego responde: “mas es que no momento, se vive a vida”, e a leva a bailar um tango.

Muitos vivem correndo atrás do tempo, mas só o alcançam quando morrem, seja de infarte ou um acidente na auto estrada por correr para chegar a tempo.

Outros estão tão ansiosos por viver o futuro que se esquecem de viver o presente, que é o último tempo que realmente existe.

Como disse John Lennon “a vida é o que sucede quando planeamos o futuro “.  Consegui ler esta mensagem até ao fim. Mas existem muitos que desistem de ler para “ não perder o tempo” tão valioso neste mundo globalizado.